28 de set de 2015

O OBREIRO QUE DEUS ESPERA.



Hoje vivemos uma crise institucional, devido à inúmeros desmandos e excessos. Talvez não seja possível contornar os danos causados ao evangelho por pessoas "inescrupulosas" e "despreparadas". Claro que quando trato dos "inescrupulosos" me refiro a uma categoria diferente  dos que chamo de "despreparados", embora as vezes suas práticas sejam similares pasmem há uma diferença. É verdade que talvez essa diferença seja sensível e talvez imperceptível, mas ela existe.

A categoria que penso ser a maioria (pelo menos é a que fica em maior evidência) são os "inescrupulosos", que classifico como: todo "obreiro" que tem como propósito e objetivo na vida ministerial, o lucro financeiro, ascensão pessoal e social pelo viés da "espiritualidade", é claro que essa "espiritualidade" (que chamaremos de pseudoespiritualidade) é distorcida  e contrária a a espiritualidade sadia e necessária a todo obreiro.

A origem do Problema: Essa crise provavelmente tenha origem  na formação dos crentes logo no inicio de sua caminhada , devido a um ensino deficiente e uma teologia contemporânea distorcida que não leva em consideração a história do cristianismo e seu desenvolvimento através dos séculos.
Embora pareça novo, esse problema, sabemos que já nos tempos do NT. muitos tinham o evangelho como fonte de lucro como citado em:  "disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro; (1Tm 6.5) ou promoção pessoal  como em: "então José, cognominado pelos apóstolos Barnabé (que quer dizer, filho de consolação), levita, natural de Chipre, possuindo um campo, vendeu-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos. Mas um certo homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade, e reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e levando a outra parte, a depositou aos pés dos apóstolos. Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço do terreno? 4 Enquanto o possuías, não era teu? e vendido, não estava o preço em teu poder? Como, pois, formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus." (At 4.36,37 ; 5.1)  
que nos revela a ascensão de Barnabé, legítima e apoiada pelos apóstolos em contra partida o caso de um casal que almejaram a mesma ascensão, embora não estavam sendo sinceros e legítimos diante de Deus.

Também temos os que almejam ascensão social, esse último aspecto tem mais haver com nossos dias e esse fenômeno e devido as mudanças de paradigmas na nossa sociedade, tem haver com o crescimento do número de cristãos e o começo das mega igrejas, teologias da prosperidade,  as igrejas neo-pentecostais, movimento G12, os movimentos dos apóstolos e apostolisas, A Universal e as que seguem essa linha. Por esse motivo os seus lideres assumiram papeis de destaques e com isso enorme concentração de poder e riqueza pessoal, ascendendo assim ao statos de classe média ou rica.

Os despreparados, são todos que estejam alheios ou indiferentes aos problema, as vezes chegam a admirar esses megalômanos citados acima, ou os justificam dizendo, que não podemos julgar esquecendo que a função de todo obreiro é lutar pela fé evangélica:  "Não importa o que aconteça, exerçam a sua cidadania de maneira digna do evangelho de Cristo, para que assim, quer eu vá e os veja, quer apenas ouça a seu respeito em minha ausência, fique eu sabendo que vocês permanecem firmes num só espírito, lutando unânimes pela fé evangélica." (Fp 1.27) Deixando a má impressão que somos coniventes com esses exageros e distorções.

Enfim quero lembrar do conselho de Paulo à Timóteo que por contraste ensinou como devemos militar pelo Genuíno evangelho observe o testo abaixo:
 "Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas."(1Tm 6.11,12)
Esse imperativo "tu porém" indica que havia alguns que não estavam fazendo isso que paulo incentivava (ordenava) Timóteo a fazer e praticar como um obreiro que Deus espera, a mesma coisa serve nos nossos dias, aos obreiro que Deus espera, não é tempo de calar, de correr ou evitar o desconforto causado pelo confronto, se praticarmos a ordem de Paulo... Tu porém busque a justiça, tu porém busque a piedade, tu porém busque a fé e o amor, tu porém busque a perseverança e a mansidão, tu porém tome posse da vida eterna , tu porém prega a palavra... os faremos calar e seremos os obreiros que Deus espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam Bem-vindos ao meu blog:
sejam livres para comentar as postagens, respeitando as opiniões diferentes da sua, com argumentos relacionado com a mesma. Támbem as críticas construtivas serão bem-vindas, desde que elas estejem livres de:
1)palavrões
2)Heresias
3)Anônimato, (não me vejo obrigado a publicar qualquer comentáro, em que a pessoa seja anônima, na minha opinião isso é covardia).
No mais aproveitem.
Ivan Cesar S Barboza.
Contato para: eventos, estudos, mensagens e pregações ou somente um bate papo.
Tel: (021) 31551930
e-mail: ivanblackcesar@gmail.com
twitter:http://twitter.com/ivancesarbarboz